Rústico sim, velho não: conheça a restauração de porcelanatos rústicos

45 anos de tradição

Peças muito desejadas em reformas ou construções de casas e estabelecimentos comerciais, os pisos de porcelanato dão um toque especial ao ambiente e se mostram muito versáteis, sendo peças úteis para áreas externas e internas.



Mas o que diferencia o porcelanato de outros tipos de materiais para pisos e até revestimentos?



O porcelanato é um material feito em cerâmica, dividido em duas categorias: Porcelanato Técnico (ou Toda Massa, como também é popularmente conhecido) e esmaltado. Ambos são muito resistentes e duráveis, pois são basicamente feitos do mesmo material, mas há algumas diferenças básicas:



Porcelanato Técnico



Os modelos técnicos não recebem esmaltação em suas superfícies e são recomendados, principalmente, para áreas externas, pois elas possuem maior circulação de pessoas. Os porcelanatos desta categoria são altamente duráveis e resistentes. Além disso, as peças técnicas são retificadas, isto é, têm suas bordas lineares, o que não deixa o rejunte aparente e dá maior sensação de amplitude e continuidade das peças.



Porcelanato Esmaltado



Já os modelos esmaltados, como o próprio nome sugere, recebem camadas de esmalte em suas superfícies, que podem ou não apresentar estampas ou texturas desejadas pelo cliente. Estas peças podem ter diferentes superfícies: lisas ou ásperas, brilhantes ou com tons matte; e, ainda, possuem diferentes níveis de resistência.



Existem diversos modelos de porcelanato dentro dessas categorias, mas um dos mais versáteis e que tem ganhado cada vez mais lugar no mercado, como tendência, é o tipo de porcelanato rústico, que é um modelo de peça que remete a tons mais rústicos, amadeirados ou de rochas.



 



Confira a importância da restauração em pisos de porcelanato rústico



Durável, resistente e versátil, tanto em relação ao uso quanto às faixas de preço, o porcelanato rústico requer alguns cuidados especiais para garantir sua durabilidade.



Com o tempo, é natural que as superfícies sejam impactadas pequenos danos como riscos e manchas, e é por isso que é preciso cuidar da manutenção do seu piso, pois rústico não é sinônimo de sujo ou descuidado.



Além da limpeza do dia a dia, que deve ser feita com produtos neutros e água, para não correr risco de danificar ou manchar as peças, existem processos que podem auxiliar na recuperação de superfícies já desgastadas pela ação de manchas ou pequenos, como a restauração de porcelanatos.



A restauração é a junção de dois processos básicos no tratamento de pisos e revestimentos: o polimento e a cristalização, isto é, são dois procedimentos que resultam em um único, que garante excelentes resultados para as peças.



Entenda como funciona o processo:



1. Primeiramente, os pisos são lavados com uma substância alcalina capaz de remover imperfeições e outras barreiras para a execução do processo;



2. Após a primeira etapa, com o piso já neutralizado e limpo, é aplicada uma pasta polidora capaz de devolver os aspectos mais naturais das peças e prepará-las para a última etapa;



3. Em último lugar, um impermeabilizante é aplicado para garantir que os pisos tenham de volta o brilho natural.



Se interessou em dar uma cara nova aos ambientes da sua casa ou empresa com as técnicas profissionais de limpeza e restauração de porcelanatos? Entre em contato com a Real Pisos e fale com uma equipe especializada no assunto.


Orçamento - Rústico sim, velho não: conheça a restauração de porcelanatos rústicos